Direitos Autorais -
Lei número 9.610 - de 19.02.1998.

Ao repassar, respeite os direitos autorais.

sábado, 24 de setembro de 2011

E então?

Definir-se.

Às vezes,
parece que somos os primeiros.
Outras vezes,
parece que somos os últimos.
A vida não pára.
E conciliar as duas coisas,
é esquecer-se
ou agarrar-se em alguém
ou
em alguma coisa.
Crescer é conviver.
Nossos caminhos começam
e terminam todos os dias.
Temos que guardar sempre
a próxima lágrima,
para um próximo momento imaturo
e quem sabe assim,
fortalecer nosso potencial poético.
E temos que reservar sempre um sorriso
nos instantes maduros,
pra quem estiver mergulhado no tédio.
Embora na prática,
toda teoria seja complicada...

Cecília Fidelli.

2 comentários:

  1. Grandeza do amor...

    (...) conviver é fato por
    excelência extremamente
    difícil... é preciso se
    ater na delicadeza do
    impossível, transpor o
    intransponível, sorrir com
    ternura e flexibilidade
    em cada conquista...
    momentos de felicidades;
    desfrutar da individualidade
    na pluralidade e na
    sustentabilidade coletiva
    que ativa e aguça os
    sentidos em forma de
    crescimento plausível;
    manter os sonhos incríveis
    que não acabam e crescem
    assustadoramente na
    inexata medida no
    pensamento exato da
    grandeza do amor...
    por todos os lados.

    Marisa de Medeiros.

    ResponderExcluir